Volta às aulas em São Paulo e prisão de ex-assessor de senador são debatidas


18/06/2020 18:54 | Tribuna Virtual | Maurícia Figueira - Foto: Sérgio Galdino

Compartilhar:

Imagem ilustrativa (fonte: ingimage)<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2020/fg250053.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Tribuna Virtual<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2020/fg250048.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Tribuna Virtual<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2020/fg250047.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Tribuna Virtual<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2020/fg250049.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Tribuna Virtual<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2020/fg250050.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Sobre o comunicado do governador João Doria de que no próximo dia 24 divulgará normas e datas para a volta às aulas presenciais no Estado de São Paulo, o deputado Carlos Giannazi (PSOL) disse considerar o momento inoportuno. "Estamos numa curva ascendente e o governador determinou a flexibilização no pior momento. Além disso, anuncia também que vai fazer o anúncio da retomada das aulas". Giannazi ressaltou que o retorno às aulas precisa ser bem planejado. "Não tem como voltar sem resolver muitas questões, como vacinação e testagem em massa. Queremos voltar, mas em condições de segurança. Queremos voltar vivos, com saúde, não dessa maneira, cedendo aos interesses da lógica do mercado", destacou.

A prisão do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, ocorrida na manhã de hoje, foi debatida pelos deputados. Carlos Giannazi afirmou que o fato de Queiroz ter sido preso em um sítio de propriedade de um advogado de Flávio Bolsonaro é grave. "Todos sabem que Queiroz era o homem de confiança da família Bolsonaro, acusado de ter fortes ligações com a milícia do Rio de Janeiro".

Janaina Paschoal também considera que o local onde Queiroz foi encontrado e preso deve ser explicado pelo presidente. "Espero que o presidente esclareça a situação. Por que esse senhor estava escondido ali havia mais de um ano?", questionou. Para a deputada, não se trata de perseguição política. "Perseguições existem, mas há casos em que as evidências vão aparecendo e tornando muito claro que algo de errado tem. O caso de hoje é grave e qualquer cidadão brasileiro sério há de querer esclarecimentos a respeito do que esse senhor estava fazendo na casa do advogado do presidente".