11/10/2007 - 33a Solene

ABERTURA DO CONGRESSO NACIONAL DE NEGRAS E NEGROS DO BRASIL (CONNEB)
Íntegra da Sessão publicada no Diário Oficial em 20/10/2007:

Resumo da Sessão
Presidência : JOSÉ CÂNDIDO / LUIS CARLOS GONDIM
1 - LUIS CARLOS GONDIM
Assume a Presidência e abre a sessão. Anuncia as autoridades presentes. Informa que esta sessão solene foi convocada pela Presidência efetiva, a pedido do Deputado ora na Presidência, com a finalidade de realizar a abertura do Congresso Nacional de Negras e Negros do Brasil. Convida todos para, de pé, ouvirem a execução do Hino Nacional. Diz-se orgulhoso de proceder à abertura do Congresso e afirma que esta Casa é a porta de entrada para a discussão de políticas voltadas aos negros no país.
2 - JOSÉ CÂNDIDO
Assume a Presidência.
3 - CIDO SÉRIO
Deputado Estadual, faz a leitura de correspondência do Deputado Vicente Cândido, coordenador da Frente Parlamentar pela Igualdade Racial, que não pôde comparecer ao evento. Diz esperar que esse Congresso promova avanços na construção de uma sociedade justa e solidária.
4 - NIVALDO SANTANA
Ex-Deputado Estadual, destaca a prioridade que deu, durante os mandatos em que esteve na Assembléia Legislativa, à luta pela igualdade racial e pelo combate ao racismo, ao preconceito e à discriminação.
5 - MARIA APARECIDA DE LAIA
Coordenadora de Assuntos da População Negra da Prefeitura de São Paulo, apóia a realização do Congresso, que debaterá temas desafiadores para a construção de um projeto político para a população negra do país.
6 - MARCOS CARDOSO
Membro da Conen, Coordenação Nacional de Entidades Negras, considera este um momento importante na história recente do movimento negro no país, sobretudo dos últimos 30 anos. Destaca que esse Congresso tem como objetivo reaglutinar forças políticas que atuam no combate ao racismo no Brasil e na promoção da igualdade racial na nossa sociedade.
7 - JOSÉ CÂNDIDO
Lê ofício da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, representada pelo Sr. Roberto Almeida de Oliveira, assessor técnico da Pasta. Lê mensagem da Sra. Lia Bergmann, assessora dos Direitos Humanos e Comunicações B'nai B'rith do Brasil, e do Sr. Edgar Luca Lagos, diretor de Direitos Humanos B'nai B'rith do Brasil.
8 - ELISA LUCAS RODRIGUES
Presidente do Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, ressalta a importância do Congresso Nacional de Negras e Negros do Brasil, já que os temas abordados apontam para questões relevantes na efetivação da participação política da população negra. Defende que a transformação depende da participação e do comprometimento dos jovens.
9 - REGINA LÚCIA DOS SANTOS
Membro do MNU, Movimento Negro Unificado, diz que o objetivo maior do Congresso Nacional dos Negros no país é a construção de um projeto político do povo negro para a sociedade brasileira.
10 - EDSON LUIS DE FRANÇA
Representante da Comissão Organizadora de São Paulo, enfatiza o compromisso de mobilizar o Estado de São Paulo nessa assembléia nacional.
11 - MATILDE RIBEIRO
Ministra da Secretaria Especial de Políticas da Promoção da Igualdade Racial, afirma que o Governo Federal vem assumindo uma responsabilidade crescente na construção de políticas para a igualdade racial, culminando, em 2003, com a criação da Secretaria Especial de Políticas da Promoção da Igualdade Racial. Enfatiza que, cada vez mais, governos municipais e estaduais criam espaços para a promoção da igualdade racial.
12 - Presidente JOSÉ CÂNDIDO
Convida todos a participarem do Seminário Nacional de Ações Afirmativas, a realizar-se nesta Casa, entre 5 e 7 de novembro, organizado pela Frente Parlamentar de Promoção da Igualdade Racial. Ressalta que o Congresso Nacional de Negras e Negros do Brasil coroa um conjunto de lutas e ações desenvolvidas pelo movimento negro contemporâneo no país. Saúda o Conneb pela importância de seu objetivo, que é a construção de um projeto político do povo negro para o Brasil. Convida todos a ouvirem o Hino da Negritude. Agradece a todos que colaboraram para o êxito da solenidade. Encerra a sessão.