Ato solene presta homenagem ao professor Eduardo de Oliveira


26/08/2019 10:30 | Evento | Amanda Nascimento - Fotos: Marco Antonio Cardelino

Público presente<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2019/fg238684.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa do evento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2019/fg238681.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa do evento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2019/fg238682.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa do evento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2019/fg238683.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público presente<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2019/fg238680.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Na última sexta-feira (23/08), Eduardo de Oliveira, advogado e político que se destacou pela defesa da democracia e da liberdade dos negros, foi homenageado em uma cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado. Morto em 12 de junho de 2012, ele foi o primeiro vereador negro na Câmara Municipal de São Paulo.

Autor do Hino à Negritude, a luta por igualdade racial foi um dos maiores legados do professor, como conta o filho dele, José Francisco Ferreira de Oliveira. "Ele deixa um legado muito grande para todos nós. Um legado de luta, não conformação, e de terminar com essa transparência do povo negro. Essa é a luta dele e é o que o Hino dele canta".

A deputada Leci Brandão (PCdoB) ressaltou as contribuições do homenageado para a população negra. "Um homem que durante toda a sua vida sempre lutou para que a população negra fosse enxergada no Brasil com respeito, oportunidades, espaço e inclusão. Ele nos deixou, mas deixou um legado maravilhoso que é a importância de nós pensarmos na cultura da população negra e no que ela representa em termos de fortalecimento para esse país".

Claudio Silva, coordenador do SOS Racismo, lembrou que o preconceito racial ainda está presente na sociedade. "É uma luta infindável, principalmente em um país que o racismo tem cara de gatinho, mas é um leão. Isso prejudica muito a mobilização em torno dessa luta. O Brasil historicamente nega o racismo, mas na prática ele ainda é muito presente".

O professor Eduardo de Oliveira, além de um legado de resistência, deixou diversas obras como Gestas Líricas da Negritude e Quem é Quem na Negritude Brasileira.