Combate à violência contra a mulher


05/07/2004 16:43


Da Assessoria da deputada Maria Lúcia Amary

mlamary@al.sp.gov.br

O projeto da deputada Maria Lúcia Amary (PSDB), que obriga a concentração do atendimento das mulheres vítimas de violência em uma mesma unidade de saúde, está pronto para votação. A proposta teve parecer favorável aprovado nas comissões de Constituição e Justiça, Saúde e Higiene, e Finanças e Orçamento da Assembléia e está pronta para ser discutida em plenário.

Maria Lúcia afirma que o projeto tenta minimizar o desgaste da vítima de violência, ao evitar o constrangimento de fazer com que a mulher tenha de passar por diversos órgãos para receber atendimento e poder registrar boletim de ocorrência. Hoje, a vítima tem de passar pela delegacia para fazer queixa, pelo IML para proceder exames, pelo hospital para o tratamento e por consultórios para acompanhamento.

"É uma violência seguida de outra, porque alguém que sofreu um estupro ou uma surra não merece e não deve ter de enfrentar todos esses constrangimentos", apontou a deputada.

O projeto determina que o atendimento de mulheres nessa situação seja concentrado em um hospital ou unidade de saúde, deslocando para lá o delegado, os peritos e os profissionais médicos especialistas.