Ato pelo desenvolvimento da zona leste


14/04/2005 13:20


Nesta quinta-feira, 14/4, às 16 h, diversos movimentos e parlamentares que atuam na região se reunirão, no Sesc Itaquera, para defender a continuidade do Programa de Desenvolvimento da Zona Leste, abandonado pelo prefeito José Serra. Durante o encontro, que contará com a participação do deputado Simão Pedro (PT), será criado um comitê de mobilização suprapartidário.

Entre os temas abordados estarão o prolongamento das avenidas Jacu Pêssego e Radial Leste, a ponte de ligação até Guarulhos e o Hospital Cidade Tiradentes. Também serão discutidas questões relativas ao pólo industrial, como incentivos fiscais, licenças de uso, aumento de construções, regularização das indústrias já instaladas, implantação de novas empresas e infra-estrutura.

Para Simão Pedro, o prefeito de São Paulo errou ao interromper o Programa de Desenvolvimento da Zona Leste. "Esse programa foi iniciado pela gestão anterior, mas não pode ser considerado uma proposta do PT. Sua formulação contou com a participação de representantes da indústria, através da Fiesp; dos trabalhadores sindicalizados, por meio da CUT; das entidades representativas da zona leste, pelo Fórum de Desenvolvimento da Zona Leste " este, inclusive, tem uma representação heterogênea e apartidária, com membros que têm ligação histórica com o PSDB", afirmou o deputado.

O parlamentar considera o programa de fundamental importância para a cidade de São Paulo. "A zona leste tem 3,5 milhões de habitantes e é maior que muitos países da América Latina, mas concentra apenas 10% de todos os empregos da cidade", ele afirma. "O plano econômico de desenvolvimento é fundamental para reverter essa situação, atrair empresas, gerar empregos e melhorar a vida dos moradores daquela região."

spedro@al.sp.gov.br