Ficando para trás

PLENÁRIO
17/02/2005 20:48


"Nós vivemos no Brasil, infelizmente, a maior taxa de juros do mundo, e estamos ficando para trás", afirmou o deputado Souza Santos (PL), e reportou-se à evolução cultural da humanidade, desde a idade da pedra até a atual era de tecnologia, para defender mais investimentos na Educação. Souza Santos comentou reportagem da revista Veja sobre a Coréia do Sul, que reduziu o analfabetismo de 33% para 2%, e cuja proporção de jovens no ensino superior é de 85%, contra 18% no Brasil. Para o deputado, a falta de atenção à educação no nosso país se deve a uma visão imediatista, que só contempla interesses de curto prazo.