Museu de Arte do Parlamento de São Paulo - Auro Okamura


11/06/2012 10:11 | Emanuel von Lauenstein Massarani

Crepúsculo<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2012/fg115024.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Auro Okamura<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2012/fg115025.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Cartaz da exposição Percursos<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2012/fg115032.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Nas obras de Auro Okamura as dimensões se tornam entidade metafísica numa mágica aproximação e sobreposição de valores cromáticos. Trata-se de uma pintura empenhada tanto sobre o plano estilístico quanto sobre o cultural.

Acentos cromáticos se formam da realização de interessantes experiências pictóricas resultantes da elaboração de dados ideais que correspondem a precisas exigências humanas e ao mesmo tempo conduzem os estímulos em direção a míticas visões.

Suas composições participam de dimensões que manifestam o desejo de afrontar as misteriosas presenças de um mundo interior para gerar eventuais soluções aos abstratos problemas de nosso tempo.

Na relação "homem-espaço", Okamura está criando um verdadeiro surrealismo tecnológico que pode ser interpretado como um ramo de um movimento cultural mais amplo que poderia ser denominado de movimento "psico-técnico".

Da temática de uma pintura praticamente espacial à de arte geométrica, a obra desse artista está nos confins entre a abstração e um moderníssimo neossurrealismo. Sua fantasia domina soberana, a cultura liga os elementos e os conduz a uma perfeição normal e de grande equilíbrio.

A obra Crepúsculo, doada ao Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, é a comprovação de que a ansiedade de Auro Okamura por uma contínua pesquisa, a fidelidade aos próprios cânones estéticos são a evidente demonstração que fazem desse pintor uma testemunha de nossa época.



O artista

Auro Okamura, pseudônimo artístico de Auro Hideki Okamura, nasceu em São Paulo em 1962. Formou-se inicialmente em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e em engenharia eletrônica pela Faculdade de Engenharia Industrial de São Paulo.

Autodidata na pintura, tem tido contato com a arte por mais de 15 anos; em 2006 assume essa atividade profissionalmente, período que deu início a sua identidade pictórica, "as tramas". Pertence ao Sinapesp e ao AIA da Unesco, é membro da Associação Brasileira dos Direitos de Autores Visuais.

Participou das seguintes exposições individuais: Casa do Olhar Luiz Sacilotto, Santo André, SP (2011); Espaço Cultural Polytheama, Jundiaí, SP (2010); The Walking Journey, São Paulo (2010); Espaço Cultural Banco Central do Brasil, São Paulo; Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul; Espaço Cultural Banco Central do Brasil, Belo Horizonte, MG (2009); Centro Cultural Adamastor, Guarulhos, SP; Blue Tree Towers A Franca, São Paulo; Espaço Pobre Juan, Itaim, São Paulo; Espaço Pobre Juan, Higienópolis, São Paulo (2008).

Esteve presente nas seguintes exposições coletivas: Brazilian Art, Abu Dhabi, Emirados Árabes; Museu do Café, Unesp, Botucatu, SP; Metrô de São Paulo, Estação Sé; Metrô de São Paulo, Estação Vila Madalena; Galeria Deco, São Paulo; Museu da Sustentabilidade Victor Civita, São Paulo; Semana de Cultura Japonesa, Embu das Artes, SP; Centro Cultural Mestre Assis do Embu, SP; Galeria Polytheama, Jundiaí, SP; Laboratório das Artes, Franca, SP (2011); Arte Padova 2010, Padova, Itália; Arte Brasiliana, Anzio, Itália; Brazilian Art Between Oriental and Occidental Civilization, Dubai, Emirados Árabes; Grande Salão Bunkyo, SP; Galeria Garcia Artes, SP (2010); Secretaria de Cultura Suzano, SP; Espaço Cultural Banco Central do Brasil, SP; Grande Salão Bunkyo, SP; Ação Solidária contra o Câncer Infantil, SP, Prêmio Maimeri, SP (2009); Pan Techné, SP; Blue Tree Towers Morumbi " 100 anos de imigração Japão, SP; Blue Tree Towers Premium, SP (2008).

Possui obras em diversas coleções particulares e oficiais no exterior, no Brasil e no Museu de Arte do Parlamento de São Paulo.



Percursos

Inaugurada em 4 de junho último no Espaço Cultural V Centenário, a exposição de obras de Auro Okamura, intitulada Percursos, permanecerá aberta diariamente até 16 de junho, das 9 às 19 h. São 22 obras recentes que incluem também a fase Tramas, iniciada em 2008.