Sanduíche bauru é Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado


21/01/2019 16:58 | Projeto aprovado | Da Redação

Compartilhar:

Imagem ilustrativa (fonte:Wikipedia )<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2019/fg229470.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A Lei 16.914/2018, publicada no Diário Oficial do Estado no dia 29/12, declara o sanduíche bauru como Patrimônio Imaterial do Estado.

O lanche foi criado em 1937 por Casemiro Pinto Neto, aluno de direito do Largo de São Francisco, que frequentava o restaurante Ponto Chic. Certo dia, o jovem não quis comer nada que estava no cardápio e explicou ao garçom como queria que fosse o seu sanduíche. A criação foi então chamada de Bauru, devido ao apelido de Casemiro, que era bauruense.

O autor da iniciativa, deputado Celso Nascimento (PSC), fala sobre a importância da homenagem ao famoso sanduíche. "É uma exaltação à cidade de Bauru, pois o lanche leva seu nome e é conhecido por todo o Brasil."

O Projeto de Lei 1.189/2017 foi aprovado pelo Plenário da Alesp no dia 13/12 e sancionado pelo então governador Márcio França.