Governador visita Alesp pela quarta vez e ouve propostas de deputados


09/05/2019 18:45 | Encontro | July Stanzioni - Fotos: José Antonio Teixeira e Rogério Teixeira

Visita do Governador <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2019/fg233867.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Visita do Governador <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2019/fg233865.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Visita do Governador <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2019/fg233866.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Visita do Governador <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2019/fg233868.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O governador João Doria visitou nesta quinta-feira (9/5), a Assembleia Legislativa. Esta é a quarta vez que ele vem à Casa para dialogar com os deputados. Para o presidente do legislativo, deputado Cauê Macris (PSDB), a visita foi positiva para ambos os lados.

"Muito importante esse encontro, já que o governador não tem o dia a dia do debate pessoal com os parlamentares " normalmente somente os líderes do governo e dos principais partidos têm essa relação. Vindo ao legislativo, ele demonstra respeito pela nossa Casa, sendo uma oportunidade para todos os deputados dialogarem", avaliou Macris.

Foram duas horas de encontro no qual, segundo o governador, foram discutidos diversos temas, com destaque para três áreas. "Nessas reuniões estão presentes deputados da base, deputados que não fazem parte da base e deputados da oposição. Todos podem e devem participar. Os temas foram amplos, com destaque à área de educação, de segurança pública e de desestatização. É sempre muito construtivo, pois muitas sugestões são incorporadas, por isso veio comigo o chefe da Casa Civil e o secretário de Desenvolvimento Regional para que eles possam, diante das demandas e sugestões, ampliarem sua capacidade de atendimento", contou o governador.

Além desses itens, outra questão também foi abordada, sobre o Projeto de Lei 1/2019, do Executivo, que permite ao governo estadual, extinguir, fundir ou incorporar várias empresas públicas. Assunto que, segundo João Doria, está sendo tratado em conjunto pela Secretaria de Governo, Casa Civil e parlamentares.

Aperfeiçoamento

"O ideal é que possamos aperfeiçoar o projeto independente de fatiar ou não fatiar, mas aprovar. O estado tem que estar concentrado onde ele tem obrigação de cumprir o seu papel e bem: saúde, educação, habitação popular, transporte público, assistência social. No restante, o estado não deve estar. Essa é a nossa oportunidade de defender um governo liberal. Isso não significa desemprego e nem desalento aos que estão hoje empregados em empresas estatais. Ao contrário. O setor privado paga e emprega melhor que o setor público, mas emprega melhor quem quer trabalhar", analisou o governador.

De acordo com o projeto, as empresas que seriam afetadas são: Companhia do Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (CODASP), Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), Companhia Paulista de Obras e Serviços (CPOS), Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) e Imprensa Oficial do Estado (Imesp).

O deputado Cauê Macris informou a atual fase do PL 1/2019 no Parlamento paulista. "Fizemos audiências públicas e demos a oportunidade de as empresas explicarem quais ações e diretrizes serão dadas para cada uma delas. Boa parte dos parlamentares já entendeu a construção da emenda aglutinativa. A minha estimativa é que na próxima semana ou no máximo na outra a gente possa votar esse projeto", disse.