Estado de São Paulo Transparência ALESP

Carlos Giannazi

Diretor de escola pública, professor universitário, é mestre em Educação e doutor em História (USP). Foi vereador da capital de 2001 a 2007 e candidato a prefeito de São Paulo em 2012.

Reeleito em 2014 para seu terceiro mandato com 164.929 votos, Carlos Giannazi vem fazendo sua longa trajetória política na base da defesa consistente da Educação e da luta constante por mais investimentos públicos no setor. Sempre atuou ao lado do magistério por salários mais dignos, formação continuada, condições adequadas de trabalho de professores e das demais carreiras do funcionalismo público.  

Como parlamentar vem apoiando, propondo e participando ativamente dos movimentos pela melhoria dos serviços públicos como Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Transportes, Cultura, Moradia popular e Lazer, por isso atua fortemente para o aumento de verbas nessas áreas, sobretudo na valorização dos servidores públicos. Giannazi vem se destacando também como um lutador contra a corrupção, a discriminação de minorias e a especulação imobiliária. Sua militância e trabalho buscam o desenvolvimento da cidadania ativa e crítica e o fortalecimento dos movimentos sociais e da sociedade civil organizada.

O professor Carlos Giannazi é membro titular da Comissão de Educação e Cultura da ALESP. Um PL de sua autoria, já aprovado, limita o número de matrículas em salas que tenham alunos com necessidades especiais. É autor também da Lei Estadual 14.729/12, que garante o direito ao pagamento a meia entrada em cinemas, teatros e espetáculos musicais para os professores das redes municipais do estado de São Paulo e da Lei Estadual 15.298/14, que estende o mesmo benefício a todos os servidores do quadro de apoio escolar que trabalham nos serviços de merenda, limpeza, segurança e de secretaria das escolas municipais e estaduais de São Paulo.

Giannazi organiza audiências públicas, recebe denúncias, faz diligências, pronunciamentos na tribuna e fiscaliza diuturnamente o governo, levando as irregularidades deste ao Ministério Público, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e imprensa.