Projeto parlamentar de reuso de água agora é lei

As matérias da seção Atividade Parlamentar são de inteira responsabilidade dos parlamentares e de suas assessorias de imprensa. São devidamente assinadas e não refletem, necessariamente, a opinião institucional da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.
17/09/2021 13:35 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Marcos Damasio

Compartilhar:

Marcos Damasio<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-09-2021/fg274160.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A proposta do deputado estadual Marcos Damasio (PL), de que prédios públicos contem com sistemas para reuso da água, foi sancionada pelo governador João Doria. A Lei 17.394 de 15 de setembro de 2021 foi publicada nesta quinta-feira (16/09) no Diário Oficial.

A partir de agora, os projetos arquitetônicos para edificação ou reforma de prédios de órgãos públicos estaduais deverão incluir a instalação de reservatórios ou cisternas para captação da água de chuva.

A medida vem em boa hora, uma vez que o Estado enfrenta uma crise hídrica. O reuso, além de impactar na sustentabilidade e preservação do meio ambiente, ajuda na economia de recursos financeiros.

"Essa água coletada poderá ser usada para limpeza, na jardinagem e nas descargas dos sanitários. É uma medida moderna, alinhada à sustentabilidade e tem de se tornar um hábito. Não podemos continuar tratando a água como um bem que não vai acabar, ele é finito. Governo e população têm de estar cientes disso e o governo está dando o exemplo, o que é muito importante", disse Damasio.

O Projeto de Lei 356 foi apresentado pelo parlamentar em seu primeiro mandato, em resposta a um momento de crise. A proposta continuou tramitando e, diante do novo cenário, Marcos Damasio articulou para que o projeto pudesse ser votado.

"Os deputados entenderam a urgência, assim como o governador, e estou muito feliz porque essa proposta beneficia o governo, a população e o meio ambiente", concluiu o deputado.