Vítimas de violência sexual infantil poderão ter centros de apoio integral


20/12/2018 15:45 | Projeto aprovado | Da Redação

Imagem ilustrativa (fonte: Freepik)<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-12-2018/fg229040.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Com o intuito de prestar atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, a Alesp aprovou um projeto que cria centros para acolhê-las e prestar os devidos cuidados e tratamentos. A proposta do deputado Carlos Bezerra Jr (PSDB) dá a essas instituições o nome de Centro de Proteção e Assistência Integral (Cepai).

Dados do Ministério dos Direitos Humanos mostram que, no ano de 2016, 1.348 adolescentes entre 12 e 17 anos foram vítimas de violência sexual no Estado de São Paulo. Esse número representa 44% dos casos que são denunciados no Disque 100 " serviço oferecido pelo ministério, que recebe, analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos.

O deputado explicou o objetivo do Projeto de Lei 340/2012: "Queremos instituir no estado a prestação de assistência integral à criança e ao adolescente vítimas de violência sexual". Nesse sentido, caberá ao Cepai oferecer atendimento médico, psicológico e psiquiátrico às vítimas, minimizando possíveis traumas após a violência. As equipes também prestarão orientação jurídica, esclarecendo aos responsáveis as providências a serem tomadas.

Em cada centro haverá grupos especializados em assistência social e acolhimento, com auxílio e orientações de profissionais das áreas educacional e pedagógica.

O projeto foi aprovado pelo Plenário, com emenda, no dia 12/12 " e aguarda sanção pelo governador para tornar-se lei.