Luiz Gonzaga Vieira
(Ex-Parlamentar)

Dep. Luiz Gonzaga Vieira

Biografia

Luiz Gonzaga Vieira é contabilista, advogado e empresário. Natural de Tatuí (SP), 71 anos, casado, pai e avô, e está filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), diretório de Tatuí (SP).

 

Deputado estadual eleito em 1998 e reeleito em 2002. Cumpre seu terceiro mandato como deputado estadual (2014/2018). Diante do trabalho realizado em defesa do Sudoeste Paulista, recebeu das Câmaras Municipais da região os Títulos de Cidadania dos seguintes municípios: Sarapuí (2003), Cesário Lange (2000), Boituva (2002), Capela do Alto (2001), Angatuba (2001), Cerquilho (2000), Tietê (2004), Porangaba (2003), Quadra (2001), Conchas (2003), Araçoiaba da Serra (2002) e Bofete (2002). Recebeu ainda, os prêmios: “Colar Comemorativo do Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842” (2003), pela Polícia Militar do Estado de São Paulo; “Honra ao Mérito” (2003), da Prefeitura Municipal de Itapeva; título de “Amigo do Bombeiro”, pelo 15º Grupamento de Bombeiros de Sorocaba; título de “Bombeiro Honorário”, pelo Comando PM dos Bombeiros do Estado de São Paulo.

 

DEPUTADO ESTADUAL - Trabalhou e votou pela instalação do gás natural no Estado de São Paulo, decisão que trouxe mais desenvolvimento para o interior paulista e, principalmente, para o sudoeste do Estado. Lutou em 2001 contra a proibição do uso da "cama de frango" na nutrição de bovinos, na defesa dos produtores de Tietê, Laranjal Paulista e região. Na época, 10 mil trabalhadores dependiam da atividade e a região produzia 42 mil toneladas de “cama de frango”, usada na alimentação bovina. Atuou com firmeza na Crise da Avicultura, em 2003, para redução de 2% na tributação no setor e garantindo o aumento dos incentivos fiscais, beneficiando produtores avícolas da região. Conquistou para a Tatuí e região, a duplicação da SP-127 (Rodovia Antonio Romano Schincariol), no trecho Tatuí/Itapetininga. Conquistou recursos para a Santa Casa de Misericórdia de Tatuí poder construir sua ala de internação (até hoje utilizada no atendimento dos pacientes SUS, Ala “Orlando Bolzan”). Como deputado, é o autor da Lei Estadual nº 10.464/1999, que determina à autoridade policial e aos órgãos de Segurança Pública a busca imediata de pessoa desaparecida menor de 16 anos ou pessoa de qualquer idade portadora de deficiência física, mental e/ou sensorial. É o autor da Lei Estadual nº 11.258/2002, que regularizou o serviço de transporte intermunicipal de estudantes através de vans, peruas escolares ou similares, serviço prestado sem taxímetro. É o autor da Lei Estadual nº 10.940/2001, que obriga os hospitais e centros de saúde da rede pública estadual, ao receberem mulheres vítimas de violência, informá-las, já no atendimento, acerca da possibilidade de acesso gratuito à cirurgia plástica reparadora e às providências necessárias para a sua realização, nos casos das lesões ou seqüelas da agressão comprovadas. É o autor da Lei Estadual nº 10.777/2001, que obriga a autoridade competente, policial ou não, em periodicidade não inferior a 90 dias, divulgar informações sobre os veículos apreendidos no curso de diligências efetuadas pela autoridade policial em ocorrências envolvendo crimes de furto e roubo. É o autor da Lei Estadual nº 11.753/2004 - que criou o Certificado de Propriedade de Máquinas Agrícolas, destinado aos veículos (tratores, máquinas e equipamentos agrícolas) não autorizados a transitar nas vias públicas, em virtude da legislação vigente de trânsito. Foi presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Paulista.

 

Prefeito de Tatuí eleito em 2004 e reeleito em 2008. Como prefeito, em sua administração (2005-2012) recebeu diversos reconhecimentos públicos. Entre eles: Prefeito Empreendedor pelo SEBRAE-SP em três oportunidades (2007/2008, 2009/2010 e 2011/2012); Selo Município Verde Azul, pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente por duas vezes (2008/2009); vencedor do 5º Prêmio CIEE - Centro de Integração Empresa Escola (2010), pois a Prefeitura de Tatuí ficou entre as dez melhores organizações públicas do Estado de São Paulo para o Estágio; vencedor do 4º Prêmio “Saúde! É Vital”, da Editora Abril, em 2009, pelo Programa Jovem Doutor, desenvolvido em parceria com a Telemedicina da USP (Universidade de São Paulo); título de “Colaborador Emérito” (2009), pela Coordenadoria de Unidades Processuais da Região Central do Estado, órgão da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária; título do “Mérito do Serviço Militar” (2010), outorgado pelo Exército Brasileiro; título de “Associado Honorário” da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí (2012); prêmio de “Consagração Pública” (2010), pela Associação Cultural Tropeira de Sorocaba e Região; título de “Colaborador Benemérito”, pelo Antigomobilismo Clube de Tatuí (2010).

Em 2015/2016, a convite do governador Geraldo Alckmin, integrou o Conselho de Administração da CESP (Companhia Energética do Estado de São Paulo), cargo que deixou em razão da Legislação Eleitoral vigente (desincompatibilização para poder concorrer nas Eleições 2016).

 

PREFEITO - É o responsável pela instalação de grandes indústrias no município (Guardian, RovCan, Gralha Azul, Adtec, Hummel, Glenalmond, Llamada, Noma, etc); gerou 5,5 mil novos empregos formais (2005/2012); promoveu uma ampla reforma administrativa e implantou a Previdência própria (TatuíPrev); ampliou as conquistas do funcionalismo público (Estatutos dos Professores e da Guarda Municipal); construiu o Grêmio para o Funcionalismo Público; reduziu a mortalidade infantil e os índices de criminalidade; conquistou importantes obras de infraestrutura para o município, como a pavimentação de vicinais, a duplicação e terceira faixa para a SP 141 (Tatuí/Capela do Alto/Rodovia Raposo Tavares) e o trevo de acesso ao município na SP 127 (próximo à Tavex/Alpargatas); construiu dez escolas de Ensino Fundamental (duas delas de Ensino Integral) e dez creches, aumentando em seis vezes o número de vagas em creche (1200 novas vagas); construiu a nova Maternidade, quatro Postos de Saúde (Jardim Santa Rita de Cássia, Santa Cruz, Vila Esperança e Vila Angélica) e o Pronto Socorro Municipal; fechou a Cadeia Pública do Município e conquistou recursos para uma ampla reforma de Delegacia de Polícia; criou o Parque Ecológico Municipal “Maria Tuca”; instituiu a coleta de lixo reciclado, criando uma Cooperativa de Trabalhadores para este fim; realizou um importante trabalho social através do Fundo Social de Solidariedade, dirigido pela primeira-dama Maria José - capacitando 32 mil pessoas (construção de 10 Centros de Capacitação); construiu o novo Fórum, novas praças (Praça da Matriz - reforma, Praça do Museu - reforma, Dr. Laurindo, Valinho, Jardim Wanderley, Jardim Saba, etc); construiu a Praça de Alimentação (ao lado da Praça da Santa); construiu 5 pontes sobre o Ribeirão do Manduca; conquistou a FATEC - hoje com cinco cursos superiores gratuitos e dois mil alunos, conquistou a reforma do Museu Paulo Setúbal; conquistou o Poupatempo - o primeiro instalado na região de Sorocaba; regularizou os títulos de posse de áreas/imóveis de 127 famílias (Vila Brasil e Vila Angélica), erradicou duas favelas (Fundação e Jardim Europa) e construiu para as cerca de 60 famílias casas populares (Jardim Bom Menino e Jardim Nova Europa) e construiu e entregou 1.125 casas populares (CDHU/Tanquinho). Na sua gestão foram assinados importantes convênios, que asseguraram recursos de obras que se iniciaram em 2012 e foram inauguradas na administração seguinte. Entre elas, estão: CEO das Artes (Vila Santa Helena; Boqueirão), Ponte do Jardim Rosa Garcia, Concha Acústica (reforma), CEMEM (Centro de Especialidades Médicas) e as creches: Jardim Planalto, São Conrado e da Avenida Firmo Vieira de Camargo (Centro).